A história da série Virtua Fighter

A história da série Virtua Fighter

11 de Abril, 2020 0 Por Markus

A série Virtua Fighter é uma das mais brilhantes e bem-sucedidas séries da história do arcade. Criado pelo lendário Yu Suzuki, o jogo elevou o estilo de jogos de luta a um novo patamar, nunca visto até então na época; a terceira dimensão. Esta retrospectiva dará a você um breve passeio sobre a história de Virtua Fighter inteira, de suas raízes como o primeiro jogo de luta poligonal a sua última versão, Virtua Fighter 4.

A história de Virtua Fighter começou em 1992. Neste ano o time de Suzuki na AM2 criou Virtua Racing, um simulador de Fórmula 1 que utilizava a placa da Sega para arcade Model 1. Esta placa permitia aos jogos uma performace 3D poligonal, e Yu Suzuki decidiu usar a tecnologia para desenvolver um jogo de luta baseado em artes marciais reais. Este jogo foi chamado de Virtua Fighter.

Em seu lançamento em 1993, Virtua Fighter fez mais que somente introduzir gráficos em 3D, inaugurou o sistema de luta mais profundo do gênero. Os oito personagens do jogo tinham, cada um, o seu estilo próprio de luta. O jogo possuía um acentuado realismo, sem precisar utilizar bolas de fogo e outros elementos de fantasia que são encontrados na maior parte dos jogos de luta. O controle era bastante simples, apenas 3 botões e o stick. Entretanto, o que você podia fazer com aqueles 3 botões ia muito mais a fundo. A chave para vencer as lutas, não era apenas esmagar os botões, você precisava ter estratégia e usar os golpes e contragolpes no momento certo.

As inovações de Virtua Fighter não foram reconhecidas apenas pelos jogadores, más a série foi nomeada para um prêmio dado pelo Instituto Smithsonian pelas suas contribuições no campo da arte e do entretenimento.

Dado o sucesso e impacto causado pelo jogo, uma sequência era algo quase inevitável, sendo assim, em 1994 Virtua Fighter 2 é lançado para os arcades, e foi um sucesso descontrolado, especialmente no Japão. Usando a nova placa de arcade Model 2. O jogo apresentava gráficos 3D ricos e as animações fluíam detalhadamente nos ambientes. O jogo também estava com uma mecânica mais complexa, e também a inteligência artificial dos inimigos estava melhorada, tanto que se ajustava a estilo de luta do jogador. E dois personagens foram adicionados: o mestre de boxe drunken Shun-Di e o estudante de torou-Ken Lion. VF2 dominou os arcades japoneses mesmo depois de anos de seu lançamento. A versão caseira de VF2 vendeu mais de 1 milhão de cópias, e fez o console Sega Saturn um sucesso no Japão. O jogo também teve versões para PC e para Mega Drive.

No tempo entre VF2 e 3, a Sega lançou alguns jogos baseados na série Virtua Fighter, um deles foi Virtua Fighter Kids, o jogo continuava o mesmo, só que com personagens crianças. Uma versão caseira para o Saturn foi lançada. VF também fez um aparecimento no no Game Gear, em Virtua Fighter Animation, baseado na série de desenho animado Virtua Fighter.

Em 1996, a Sega-AM2 lança Virtua Fighter 3 para os arcades, utilizando a mais nova placa de arcade da Sega, a Model 3, VF3 apresentava mais polígonos na tela do que jamais se havia visto. Mas as inovações não foram apenas técnicas, mais uma vez a jogabilidade estava mais profunda, A série verdadeiramente entra na terceira dimensão com a introdução da função de esquivo, agora era possível se esquivar para os lados dos golpes. VF3 também introduziu estágios multi-nivelados e dois novos personagens foram adicionados: Aoi, um praticante de aiki ju-jitsu e Taka-Arashi um lutador de sumô. Todos esses recursos somados só contribuíram para um sucesso maior de VF3 entre os arcades japoneses que o próprio popular Virtua Fighter.

Em 1997, VF3 recebeu uma atualização entitulada de Virtua Fighter 3tb, que tinha um novo modo de batalha. VF3tb foi também lançado no Dreamcast, e a versão caseira incluía um modo versus, um modo de treinamento cheio, e uma seção da história com o footage de desenvolvimento exclusivo de todos três jogos VF. No lançamento no Japão, todas as 135.000 cópias se esgotaram no dia de lançamento. Como o próprio Yu Suzuki descreveu na época: “Uma conversão perfeita dos Arcades e nada mais”.

Em 2000, Yu Suzuki e sua companhia começaram o desenvolvimento da próxima evolução da série – Virtua Fighter 4. Usando a força do NAOMI 2, a nova e poderosa placa de arcade da Sega, e introduzindo novos movimentos, personagens, e controlam esquemas, mais uma vez fez um tremendo sucesso nos arcades japoneses. Com o fim do Dreamcast, Virtua Fighter 4 apareceu no Playstation 2, e foi um dos jogos da Sega mais vendidos em consoles de outras empresas (não sendo consoles da própria Sega). O Sucesso de VF4, como diz a própria Sega: “promete continuar o reign do series como o estrado lutando franquia.”

Em 2007 foi lançado o Virtua Fighter 5 para o Sony Playstation 3 e Microsoft Xbox 360, e em 2012, foi lançado o Virtua Fighter 5 Final Showdown para os consoles Playstation 4 e Xbox One.

Virtua Fighter 5 Final Showdown

Até o momento do fechamento dessa matéria não há nenhuma confirmação sobre um novo título da série, contudo, há rumores sobre o Virtua Fighter 6 desde agosto de 2019, quando Yu Suzuki disse em entrevista ao VGC que estava em conversações com a SEGA sobre o retorno de séries clássicas.

VERSÃOCONSOLEANO
Virtua FighterArcade
32X
Saturn
PC
1993
1995
1995
1996
Virtua Fighter RemixArcade
Saturn
1995
1995
Virtua Fighter 2Arcade
Saturn
Mega Drive
PC
1994
1995
1996
1998
Virtua Fighter KidsArcade
Saturn
1996
1996
Virtua Fighter AnimationGame Gear1996
Virtua Fighter 3Arcade1996
Virtua Fighter 3tbArcade
Dreamcast
1997
1998
Virtua Fighter 4Arcade
Playstation 2
2001
2002
Virtua Fighter 5Playstation 3
Xbox 306
2007
2007
Virtua Fighter 5 Final ShowdownPlaystation 4
Xbox One
2012
2012