Análise do jogo Zeebo Family Pack

Análise do jogo Zeebo Family Pack

21 de Outubro, 2020 0 Por Markus
Por: J. Vila – Zeeblog
 
Gráficos: 4,0
Som: 5,0
Jogabilidade: 6,0
Diversão: 5,0
 
NOTA FINAL: 5,0

Não é nenhum segredo o Nintendo Wii ser forte fonte de inspiração para o Zeebo, afinal, desde o seu controle de movimento à lá Wii Remote e a série Zeebo Extreme destinada a mostrar suas funcionalidades (o que no Wii coube a série Wii Sports) o console da Tectoy deixa bem visível tais semelhanças. Em 2006 a Nintendo lançou para seu console um pacote de minijogos, o Wii Play, game este destinado a saciar a partida multiplayer local entre amigos e a própria família do jogador, no Zeebo, a Tectoy deixou a cargo da Jadestone, estúdio sueco fundado em 2002 com histórico em desenvolvimento de web games e mobile, o desenvolvimento de seu “Zeebo Family Pack”, game exclusivo para o console, que como o próprio nome já denuncia, trata-se de um pacote de jogos voltados para partidas entre amigos ou familiares. O jogo foi recentemente anunciado pela Tectoy e para a surpresa da comunidade “Zeebista” teve seu lançamento antecipado, porém será que o jogo vale o investimento dos 1.990 Z-credits (R$19,90) cobrados? Vejamos a seguir…

Zeebo Family Pack, trata-se na verdade de sete mini games reunidos em um único game, todos facilmente acessados através do menu principal do jogo, local este onde os jogadores (no máximo 2) podem escolher entre avatares (já prontos e parecidos com Miis da Nintendo) para representá-los, é possível ainda, ver rankings dos resultados obtidos em cada modalidade. Tecnicamente o jogo apresenta sons e músicas simples mas bem estruturados e adequados ao que o game propõe, já a parte visual, que além de bem simplificada (e estática demais diga-se de passagem), fará muitos jogadores torcerem o nariz pelo fato de lembrar e em muito os jogos em flash que saturam a internet. A jogabilidade não compromete e apesar bem diversificada fica devendo principalmente pelo fato de que o game não oferece suporte ao controle Boomerang, o que elevaria e em muito a diversão.

Os minigame de modo geral são simples como todo bom jogo multiplayer, divertem, “Dirt Bike” que apesar de um visual extremamente duvidoso, lembra o bom e velho ExciteBike para o saudoso Nintendinho, “Formula 0.01” exigirá que o jogador aperte apenas um botão para acelerar o carrinho de fliperama, enquanto cuida para que o mesmo não caia da pista nas curvas, “Long John Silver” e “Zap” são puzzles baseados em formulas já consagradas, “Cannon Ball” e “Score” funcionam como tiro ao alvo, e “8 Ball” por sua vez é o clássico jogo de sinuca.

Comprar ou não o “pacote para a família” do console tupiniquim é uma questão de decisão pessoal, são jogos simples e sem profundidade nenhuma, porém se você tem aqueles primos chatos (ou sobrinhos no caso dos old gamers :P) que não saem da sua casa no final de semana, o jogo pode ser uma boa pedida, tendo em vista os poucos jogos disponíveis para o console, e talvez futuramente, a inclusão do suporte ao Boomerang, uma maior refinamento visual e nova gama de jogos podem resultar em uma boa continuação.