Análise de Mega Man 8

Análise de Mega Man 8

13 de Setembro, 2021 0 Por Markus

Por: Augusto Aragão

Ficha do Jogo:
Data de lançamento inicial: 17 de dezembro de 1996
Desenvolvedora: Capcom
Publicadora: Capcom, Ocean, Infogrames
Jogadores: Um jogador
Plataformas: Sega Saturn, Playstation

Avaliação:
Nota: 9,5

A continuação da série clássica de Mega Man é também uma edição comemorativa do 10º aniversário do herói da Capcom. Nesta versão, o jogador encontra não apenas o jogo em si, como também um bônus: uma galeria com desenhos oficiais dos personagens e de desenhos feitos por crianças. Nesta última parte estão algumas das inspirações para os inimigos de Mega Man 8 e até de Rockman & Forte (que saiu para SNES). Vale mesmo curtir esta galeria.

Como a maioria dos fãs de Megaman sabem, a série clássica se baseia na luta de Mega Man contra o famigerado Dr. Willy e isso se processa desde a primeira versão, que pintou no NES. Todos os personagens ligados à Mega Man se encontram nesta oitava versão: o Dr. Thomas Light, a companheira Roll, o mascote canino Rush, o passarinho Beat, os ajudantes Auto e Edie, o irmão de Mega Man – Protoman e o arquirival de Mega Man – Bass (ou Forte, como é no Japão). Há também aparições especiais de WoodMan (de Mega Man 2) e CutMan (de Mega Man 1).

A história conta que dois robôs poderosos estavam lutando no espaço distante e que após um duro embate, acabam caindo na Terra. Curiosamente caem em uma ilha que possui uma forma de caveira… já dando para saber do que se trata e de quem é a obra. Logo a cerne de um dos robôs é levada e o outro se encontra avariado, sendo levado para conserto pelo Dr Light. Esta parte é mostrada em um desenho animado muito bom, em tela inteira! No total são cinco desenhos animados, que passam no desenrolar do jogo. A própria abertura é um desenho animado que mostra Mega Man enfrentando inimigos desde a primeira versão até a sétima: Gutsman (de Mega Man 1), Quickman (de Mega Man 2), Snakeman (de Mega Man 3), Pharaohman (de Mega Man 4), Chargeman (de Mega Man 5), Tomahawkman (de Mega Man 6) e Shademan (de Mega Man 7).

Diferente da série X, a série clássica de Mega Man apresenta um padrão gráfico mais alegre e colorido. Nesta versão Mega Man também ganhou mais movimentos e ficou com animação mais fluida, apesar do tamanho relativamente pequeno. Os cenários não são tão futuristas como na série X, mas é possível perceber uma grande “mecanização” do mundo. Os ambientes são bem detalhados e com vários planos de fundo. O curioso é que nesta versão é mostrado um globo terrestre com a localização de cada um dos oito robôs a se enfrentar. O jogador percorrerá desde o Alasca até Madagascar, além de Austrália, Japão, Suécia, EUA e outros locais. Cada ambiente é bem compatível com o robô chefe, de modo que o jogador vai sentir ambientação bem variada.

Os chefes estão do mesmo tamanho que Megaman (exceto Frostman, Swordman e Aquaman), mas contam com falas, algo inédito na série.

As músicas do jogo também seguem o padrão da série clássica, mas nesta versão se mostram apenas razoáveis. É uma pena. Os efeitos sonoros é que merecem destaque por serem variados e as vozes, como já foi comentado, estão presentes. Cada chefe possui uma voz bem diferente e isso passa bem a personalidade de cada um. A voz de Mega Man continua um tanto afeminada… too bad! É interessante notar como o trabalho de dublagem foi bem feito, particularmente nos desenhos animados do jogo (percebe-se pela movimentação dos lábios). Algumas falas são interessantes como a de Tenguman – “It’s just a kid, don’t make me laugh!”, de Clownman – “See you in my dreams” e de Frostman – “I’ll crush you…I’ll”.

A jogabilidade é a marca da Capcom: simplesmente ótima! Uma novidade é que agora Mega Man pode ficar com uma arma especial e usar o mega buster, pois os botões são diferentes. Por falar em arma especial, aqui Mega Man contará com uma nova: a megaball. É uma bola para ser chutada e que produz um bom estrago nos inimigos.

Esta versão é um pouco mais difícil que a versão X4. Há uma loja onde Mega Man poderá comprar itens para melhorar seu desempenho. Basta coletar os parafusos que estão escondidos nas fases e Roll vai explicar o preço de cada item e para quê serve.

Um jogo imperdível para os fãs de Mega Man e que vale a pena fazer parte da galeria de jogos obrigatórios no Saturn. Esta é uma versão de aniversário do robô azul e valerá cada momento de jogo!