Análise (Review) de Bezier Second Edition

Análise (Review) de Bezier Second Edition

9 de Junho, 2022 0 Por Sylvie Cortegaça
Ficha do jogo:
Data de Lançamento: 21 de Janeiro de 2021
Gêneros: Ação, Arcade
Jogadores: Um jogador
Desenvolvedor: Philip Bak
Publicadora: Thalamus Digital Publishing Limited
Plataformas: Nintendo Switch

Você tem saudades de ir nos fliperamas e jogar aqueles jogos com naves, tiros e muitos inimigos? se sim, bezier second edition é para você! O indie não envolve tanta complexidade quando se trata de enredo e controles, mas em relação a dificuldade do game… o buraco é mais embaixo…

No jogo, você pilota uma nave ao longo do espaço lotado de inimigos para derrotar, alguns inimigos com maior dificuldade, com o objetivo de derrotar o Domus! o jogo conta com boas horas de gameplay e uma trilha sonora de 80 minutos!

Gameplay

A gameplay em Bezier second edition conta com poucos comandos que são aprendidos instantaneamente, ao selecionar um novo jogo o player deve escolher entre os três níveis de dificuldade (fácil, médio e difícil), eles variam o número de inimigos, a dificuldade deles, a quantidade de vida, xp que você recebe ao matar cada um e na velocidade do game também! Diferentes tipos de inimigos também podem aparecer em níveis mais altos.

O nível fácil ainda possui uma certa dificuldade mas da pra ser zerado sem pensar e se estressar muito kkkk perfeito para quem só quer um joguinho pra passar o tempo, fases rápidas e divertidas, a partir do médio você já precisa começar a pensar em estratégias para conseguir avançar no game!

Gráficos

Os gráficos em Bezier são simples mas bem feitos e lembram muito os clássicos arcades de tiro! Os objetos não são super detalhados, até por que são diversas coisas acontecendo ao mesmo tempo na tela, mas a paleta de cores é bem viva, no fim o jogo fica bem bonito de se jogar com aquela explosão de coisas e cores na tela!

Trilha Sonora

A trilha em Bezier second edition é bem elaborada e conta com um total de 80 minutos! o que é bastante coisa para um indie, já vi jogos maiores com uma trilha minúscula hahah, além disso ela traz aquela entonação pro jogo, combinando demais com os momentos.

Pontos adicionais

Apesar de ser um shooter, o jogo envolve uma certa estratégia, o que torna a gameplay bem mais imersiva, alguns escudos têm um certo quebra-cabeça para resolver e algumas coisas precisam ser feitas em ordem

O indie não tem tutorial no início e confesso que a dificuldade não é nem na gameplay, mas sim no menu, eu pessoalmente demorei uns minutos para conseguir jogar porque não conseguia sair da tela de início, ao invés de só apertar o start você precisa pressionar até que a barra se complete, porém na tela não tem diz o que fazer nem qual botão apertar.

Avaliação

gameplay: 10/10

gráficos: 8,5/10

trilha sonora: 9/10

pontos adicionais: 7/10

Nota final: 8,62/10

* Esta análise foi produzida a partir de uma cópia do jogo gentilmente cedida pela produtora.