Análise (Review) de Sokobos – Um Sokoban na Grécia Antiga

Análise (Review) de Sokobos – Um Sokoban na Grécia Antiga

1 de Agosto, 2022 0 Por MrSuperFanMr

Ficha do Jogo:
Lançamento: 1 de abril de 2022
Gênero: Quebra-Cabeça, Sokoban
Desenvolvedores: Daisy Games
Publicadora: Daisy Games
Plataformas: PC – Computador (Microsoft Windows, Linux e MacOS)
Tempo de Jogo: 2.5 horas (depende da habilidade do jogador)

Apresentação Inicial

Sokobos é um jogo do gênero Sokoban, onde temos um cenário, diversos objetos espalhados e temos que empurrar até determinado local para resolver um enigma. É um gênero bastante antigo já, tendo em vista que foi criado em 1981 por Hiroyuki Imabayashi. Normalmente, esse tipo de mecânica é mais aplicado em mini games do que propriamente jogos do gênero.

*O game foi jogado no PC através de uma chave cedida gentilmente pela Daisy Games e todas as screenshots foram tiradas durante o gameplay.

Enredo

Funcionando como um pano de fundo para o gameplay, assumimos um jovem guerreiro que, para cumprir com seu juramento, deixa sua amada para construir sozinho um templo para Zeus. Esse, agora possui uma super força e moverá céus e terra para serem agraciados pelos deuses.

Um grande guerreiro.

Mecânicas

O jogo possui um gameplay bastante simples, mas consegue trazer uma boa variedade de missões e funções. O gameplay consiste em empurrar blocos até determinado local para formar uma imagem, estátua, pilares, jardins e os mais variados locais que um templo possui. Cada fase possui algo novo e, conforme avançamos, além de aumentar a dificuldade, teremos novas ferramentas para tornar a gameplay ainda mais interessante (como pintar os blocos passando em poça de tinta). Nesse último caso, temos uma quantidade limitada para utilizar, então temos que ser cautelosos para não perdermos.

Poças de tinta verde.
Jardim.

De maneira geral, por se tratar de um Sokoban, o seu maior objetivo é proporcionar desafios para o jogador. Pode parecer bastante simples apenas empurrar o objeto até um determinado local para formar alguma coisa. No entanto, é bem comum nos vermos presos ao quebra-cabeça e tendo que recomeçar, e de novo, e mais uma vez, e novamente. O maior segredo para “Sokobans” é a paciência e muita calma para descobrir a melhor forma de completá-los. O jogo ainda apresenta a contagem de movimentos para registrar nosso recorde.

obs: as fases ficarão cada vez maiores e com mais obstáculos, então prepare-se para uma grande jornada.

“Parabéns! Você só está começando!”

Extras: Gráficos e Trilha Sonora

Os gráficos são bastante simples, porém, faz parte do estilo de jogo. O game até poderia apresentar um gráfico mais elaborado, mas perderia a essência minimalista que o estilo escolhido traz. É muito interessante a forma com que os objetos conversam com o cenário e, mudando o estilo gráfico, muito disso seria perdido.

A trilha sonora não é nada absurdamente fantástica, mas serve bem como som ambiente. Não é ruim, nem tão bom ou marcante. Pode ser completamente ignorada por quem apenas quer passar o tempo jogando e ouvindo músicas externas ao jogo.

Conclusão

Sokobos é um jogo que exige paciência e funciona na base da “tentativa e erro”. Por apresentar um gameplay simples e um pano de fundo para orientar o jogador na jornada, não é para todo mundo. O game apresenta ótimos incentivos para ser jogado, além de custar um preço bem bacana na Steam. Gosta de experimentar novos jogos? Talvez valha a pena dar uma chance ao game e se divertir/desafiar de vez em quando.

Nota: 8,5/10.

*O game foi jogado no PC através de uma chave cedida gentilmente pela Daisy Games e todas as screenshots foram tiradas durante o gameplay.

*Deixe nos comentários a sua opinião sobre a análise, uma crítica ou informações extras.

*Para acessar as minhas redes sociais, basta clicar nos botões abaixo: